Inominado Anônimo

Seriados que acompanho atualmente

Posted on: 23/dezembro/2008

A televisão por assinatura nos deixou (eu e esposa) mal acostumados e depois que meu amigo Kadu me inseriu no mundo da P2P-TV, não consigo mais parar de baixar os episódios das séries que acompanho, que vou (com alguns comentários deveras pertinentes) repartir em duas partes: antigas séries que acompanho há algum tempo e séries que comecei a acompanhar em 2008:

Podem haver spoilers caso você não esteja acompanhando os episódios assim que são lançados.

ANTIGAS SÉRIES

  • CSI[bb] (las vegas): Gosto de todos os sabores de CSI, mas o de las vegas é o melhor na minha opinião, pois sempre manteve a coesão como um todo, MAS, já na nona temporada, depois da saída da personagem Sara, a morte da personagem Warrick (o ator estava passando mais tempo com as drogas do que trabalhando) e a substituição de Grissom pelo Morpheus (desculpe a confusão, mas não consigo olhar pro Fishburne sem lembrar de Matrix[bb]), mesmo com o esforço hercúleo de colocar óculos de grau nele para ficar mais simpático em relação ao Grissom, facilitando a assimilação do público frente à mudança, está na cara que a coisa desandou e mais uma vez foi provado que um seriado deve ter 10 temporadas, menos é pouco, mais é exagero! Não sei se vou ter estômago pra continuar acompanhando depois da saída de Grissom, mas vou tentar.
  • Heroes[bb]: Eu não queria ver a 3ª temporada depois do fiasco que foi a segunda, MAS, minha esposa queria ver, puxou e acabei vendo junto. Minhas expectativas se confirmaram, foi tudo uma tremenda porcaria e a confirmação do que eu já desconfiava foi quando o Judão noticiou que o criador da série não sabia mais o que estava fazendo com a série.
  • Dexter[bb]: Quase no mesmo barco que o Heroes a terceira temporada de Dexter também poderia ter sido deixada de lado mas acabei assistindo da mesma forma que assisti o Heroes, já estava com o saco cheio das mesmas histórias manjadas: ele é um serial killer com um código de conduta, mas sempre faz merda, depois acaba envolvendo todos ao seu redor e acaba tudo bem, PRA ELE!!! Pois várias pessoas que se envolvem ou que convivem ao redor dele, acabam morrendo. Para mim ele não é um herói, ele é a famosa maçã podre no meio das saudáveis, uma porra de um assassino que precisa ser extinto da superfície desse planeta.
  • Reaper[bb]: Gostei da primeira temporada, meio bobinha e com simpática história entre o bem e o mal, Deus e Diabo. 1ª temporada em 2007 e não rolou mais nada até hoje, mesmo com notícia de mais duas temporadas com a emissora… estranho.
  • House M.D.[bb]: Insubstituível!!! Essa é a série top of mind para mim. Mesmo sendo sempre sobre as mesmas coisas, doenças praticamente fatais e incuráveis e depois de muitos testes (todo médico faz isso) ele acaba descobrindo meio-que-quase-sem-querer a cura, mas isso não tira o brilhantismo do médico que é Gregory House, sempre digo que ele é um filho da puta muito bom! Que venham mais 10 temporadas! nota mental: preciso começar a comprar os box!
  • Everybody Hates Chris[bb]: Acompanho essa série há bastante tempo, mas comecei a baixá-las apenas nesse ano, e acompanhar o crescimento de Chris Rock é muito engraçado! O mais engraçado é saber que o jovem ator que interpreta o Chris, está MUITO mais alto  e com a voz muito mais grave que o próprio😛
  • The IT Crowd: Assisti poucos episódios esporádicos na TV por assinatura, e acabei decidindo baixar tudo de uma vez, e não me arrependi, como bom nerd que sou, ri muito dos dois nerds retardados e a louca que se juntou a eles com a intenção de ser a “interface” entre os nerds e o mundo “normal”. Na contra-mão de outras produções, a 3ª temporada está muito boa, com histórias cada vez mais hilárias e inconcebíveis (a cueca elétrica é pro c* cair da bunda de tanto rir)😀
  • The Big Bang Theory[bb]: Esta série, assim como a citada acima, são daquelas séries que é uma pena que cada episódio tenha menos de 30 minutos de duração. Sou apaixonado pela mistura de tantos cientistas/nerds e suas manias e neuroses reunidas, com o plus da vizinha “loira burra” pra temperar ainda mais as impagáveis histórias.

SÉRIES DE 2008

  • Fringe: Histórias de investigação sobre casos “anormais”, clonagem, alterações genéticas e uma organização internacional meio-que-financiando alguns lances para seu próprio benefício. Os personagens principais são, uma detetive do FBI (acho a atriz que interpreta a personagem extremamente fraquinha, a mim não convence) e um cientista que passou quase duas décadas internado numa instituição psiquiátrica e como ele é muito pancada e com uma memória que mais se parece com um queijo suíço (sem dúvida a personagem mais engraçada a atraente da série), seu filho (também cientista, mas que abandonou a faculdade por que tinha vida torta) foi chamado para ajudar com as dificuldades do pai e por isso acabou transformando-se em consultor do FBI.
  • Eleventh Hour: Esta série (de Jerry Bruckheimer, precisa falar mais???) tem o mesmo cunho da série acima, só que mais realista, o biofisicista Dr. Jacob Hood é um “achado” de interpretação, conquista no primeiro episódio, simples, direto, sempre honesto (até no que fala, o que acaba incomodando muita gente) e esquisitices típicas de cientistas/nerds, é um consultor cientista do FBI que, ajudado pela agente Rachel Young (por incrível que pareça, uma atriz desconhecida fazendo bela atuação como o “robin” da história) , desvenda crimes que utilizam tecnologia biológica.
  • The Mentalist: Patrick Jane é um ex-pilantra que usava de sua sensacional capacidade de observação e interpretação corporal para se passar por um leitor de mentes/psíquico/paranormal num programa televisivo de muita audiência, já que ele é muito bom no que faz, até que desafia um famoso serial killer no ar, e, quando chega em casa, encontra sua esposa e filha mortas. Desde então ajuda o CBI (criminal bureau of investigation), agência do estado da califórnia, como consultor ajudando a resolver muitos crimes. Os produtores foram muito felizes na criação do conjunto de agentes, que, junto com o ator Simon Baker que interpreta Patrick Jane sempre em papéis secundários na tv e cinema, está simplesmente fantástico no papel, criaram uma série muito prazeirosa de se ver. The Mentalist ganharia, na minha opinião, o título de Série Revelação do ano de 2008.

Cometi um erro imperdoável, esqueci-me de Californication[bb], que já tem algumas temporadas, mas só comecei a acompanhar definitivamente esse ano. Este é o tipo de série que você não consegue captar todo o potencial da série se ver apenas alguns episódios aleatórios na TV, como era o meu caso.

A história de Hank Mood vale um livro! Talvez uma autobiografia seja mesmo seu último trabalho, já que o mesmo é um escritor polêmico, mas de sucesso. Uma série pra ser levada de “mente aberta” já que os temas principais da série são sexo, drogas e rock ‘n roll… Mas mesmo com toda uma puta zona, Mood ainda se mostra um caretão quando se trata de sua “família” (entre aspas mesmo) já que ele não é casado de verdade e tem uma filha com sua amada. Foi com pesar que vi recentemente o último episódio da 3ª temporada e agora só no final de 2009…

9 Respostas to "Seriados que acompanho atualmente"

Cara, falou e disse! A 3ª temporada de The IT Crowd está absolutamente sensacional! Esse quinto episódio está de ficar rindo incontrolavelmente!

Ainda não assistir o 5º, deixei-o baixando na noite de ontem, talvez o assista ainda hoje, mas sim, os episódios estão cada vez mais engraçados, pra nossa sorte😛

ei, tu está com tempo livre hein… assistindo este milhão de séries =)

atualmente só acompanho, atrasado, heroes e tbbt, mas esta semana ainda quero ver (leia-se baixar) it crowd e tscc. bons tempos que tinha tempo de escolher uma série aleatória na internet só para ver “qualé” =/

ps. ficou feliz agora? =D

Você tem que entender, que eu sou casado e tenho filho ainda nenê, então não saio de casa pra nada além de trabalhar, ou seja, todas as noites da semana são passadas em casa, então é melhor ter opção do que ver do que apelar pra TV pública.
Sim, acompanho esse caminhão de séries, sem contar as séries que só a esposa gosta e que assisto vez ou outra com ela, que são Samantha Who? e mais alguma que não lembro agora, além dos filmes lançamentos que são disponibilizados em qualidade um pouco melhor como DVDscr ou R5.
É claro que fiquei feliz pô, meu natal vai ser muito melhor por causa do seu comentário!😀

abração e feliz natal!

Heroes realmente virou um enorme abacaxi, mas Dexter continua sendo muito bom. Tem que ver a série com outros olhos, hehehehehhee. Das que você citou eu gosto de The big Bang Theory (tirando a parte de ser super inteligente, eu me identifico com eles), House (pirei e comprei os DVDs das 4 primeiras temporadas), mas também estou assistindo e gostando de Stargate Atlantis e Sarah Connor Chronicles. Não conheço The IT Crowd, mas vou dar uma olhada hoje mesmo🙂

Preciso comprar o House também… House é o tipo da série (assim como o CSI Las Vegas) que pra mim pode reprisar sempre, até dublado na TV pública, que não perco por nada.
Não gosto de coisas de espaço e não sei explicar o motivo de não gostar, simplesmente não gosto. Sarah Connor Chronicles comecei a acompanhar mas desgostei peguei nojo lá pelo 6º episódio e nunca mais baixei.
The IT Crowd é fantástico… quem não manja nada de computador e não é nerd, não gosta porque não entende as piadas.

abração e feliz natal😉

Bom, eu ainda não desisti de Heroes, o que não quer dizer que não o faça mais adiante, quem sabe. Desses que você falou eu sou fã incondicional de House M.D, e já vi alguns episódios do IT Crowd, embora não muitos (de qualquer maneira gostei muito do que vi).

Pelos seus comentários, vou dar uma chance a The Mentalist, isso quando eu tiver tempo… pois com filho pequeno em casa só me restam as madrugadas mesmo, hehehe.

Abração e meus votos de que seu Natal tenha sido tudo de bom… um excelente 2009 pra você, esposa e os pequenos!

Heroes por miim, já era, como disse, só vi essa última temporada porque a esposa queria ver e acabei vendo junto.
House não tem jeito, é incomparável e insubstituível.
O The Mentalist foi uma agradável surpresa, pois os atores não inspiram muita confiança, mas depois você percebe justamente o contrário, é graças ao cast muito bem escolhido que a série consegue agradar, junto claro, com roteiros bem escritos.

O Natal foi sim, ótimo, mas a virada parece que vai ser mais calma, abração e tudo de bom pra você e a família em 2009 também😉

[…] meu amigo Inominado Anônimo recentemente comentar sobre as séries que ele vem acompanhando nos últimos tempos me fez lembrar de uma dica de outro amigo meu, o […]

Os comentários estão desativados.

Technorati

weblogUpdates.ping YOUR WEBLOG NAME HERE http://www.YOURWEBLOGURL.com/
%d blogueiros gostam disto: